TRATAMENTO CIRÚRGICO

Conheça as principais técnicas cirúrgicas para o tratamento da Doença Pilonidal.

TÉCNICA ABERTA

A técnica mais utilizada é essa, conhecida como “cicatrização por segunda intenção” é aquela onde o médico retira todo tecido e deixa a ferida aberta, podendo aproximar as bordas com pontos ou não. Apesar de ser muito difundido e proporcionar resultados satisfatórios, possui longo tempo de cicatrização e com poucas taxas de reincidências.

TÉCNICA FECHADA

Nesse método é onde a ferida é suturada, ou seja, é feito o fechamento primário completo com pontos e é indicado para pacientes ativos e jovens. Existe controvérsia a respeito desse procedimento apesar do retorno rápido as atividades, as taxas de recidivas são maiores.

TÉCNICA DE RETALHO

Essa é uma técnica sendo utilizada principalmente em casos recorrentes, ou seja, quando a doença retorna, após a incisão é recolocado músculos adjacentes nessa região, retalhando a ferida com as sobras de pele. Esteticamente é bastante insatisfatório por outro lado as chances de recidivas são comparadas pela literatura e pesquisa com o método aberto.

TÉCNICA MINIMAMENTE INVASIVA - E.P.Si.T

Esta  técnica é uma aplicação natural do VAAFT, desenvolvido para o tratamento das fistulas perianais, ao tratamento do cisto pilonidal. A técnica consiste na introdução do fistuloscópio. A retirada desse material é feita através de uma pinça de apreensão de corpos estranhos e destruído por cauterização. 
Desta forma, é possível promover a limpeza de todo o conteúdo do cisto e a cauterização de suas paredes sem que uma abertura seja necessária.

                                   Tel.: (24) 998467201

                                                                        cistopilonidalgrupoesuporte@outlook.com

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco