Buscar
  • CPGS

ESTUDO BRASILEIRO E ARGENTINO COM EPSIT.

Em setembro aconteceu o 67 Congresso Brasileiro de Coloproctologia onde foi apresentado um estudo multicêntrico da experiência do médico brasileiro Dr. Ramon Mendes e do argentino Dr. Leonardo Salim.

Confira!!

Instituições: HOSPITAL PROVINCIAL DE ROSáRIO EM SANTA Fé , HOSPITAL SANTA IZABEL

Autores: JOANA CAROLINA SARAIVA DE PAULA PESSOA, MEYLINE ANDRADE LIMA, ANDRE LUIZ SANTOS , EDUARDO COSTA COBAS, LEONARDO RAUL SALIM, LUCIANO SANTANA DE MIRANDA FERREIRA, CARLOS RAMON SILVEIRA MENDES

Título: ESTUDO MULTICÊNTRICO DA EXPERIÊNCIA BRASILEIRA E ARGENTINA NO TRATAMENTO CIRÚRGICO DO CISTO PILONIDAL TÉCNICA MINIMAMENTE INVASIVA

Resumo: O cistopilonidal é uma infecção da pele e do tecido subcutâneo, secundário a um processo inflamatório crônico que ocorre com frequência na região sacrococcigena, geralmente associado à presença de pêlos nesta região.

É mais comum no sexo masculino e mais frequente na terceira década.

Ocorrência é associada a obesidade, sedentarismo e inflamação local ou trauma.

O tratamento é eminentemente cirúrgico com diversas formas de realização.

Tendo excelentes resultados com a técnica endoscópica para o tratamento de fístula anorretais, Meineiro e colaboradores em 2013, desenvolveram a mesma técnica para o tratamento do cisto pilonidal.

Com o intuito de melhores resultados estéticos e menos morbidade.

Objetivo: O presente estudo tem como objetivo mostrar a eficácia do tratamento endoscópico de cisto pilonidal.

Materiais e Métodos:Estudo prospectivo, casuística representada por 67 pacientes que tiveram como indicação o diagnóstico de cisto pilonidal.

Os pacientes foram submetidos a procedimento cirúrgico no Hospital Provincial de Rosário em Santa Fé na Argentina e no Hospital Santa Izabel em Salvador no Brasil, no período de junho de 2014 a março de 2018.

O material utilizado: Fistuloscópio Meinero, fabricado pelaKarl Storz GmbH (Tuttlingen, Alemanha), um obturador, um eletrodo monopolar, uma escova e pinça endoscópica.

Resultados: Dos 67 pacientes, 67 % ( 45 pacientes) eram do sexo masculino sendo 33% (22 paciente) do sexo feminino, com média de idade 25 anos( 17 a 45 anos). T empo cirúrgico com média de 40 minutos (20 a 120 minutos)e tempo de cicatrização médio de 4 semanas (3 a 12 semanas). Complicações cirúrgicas foram apresentada por 7% da amostra (5 pacientes) e recidivas da doença foram diagnosticada em 9% (06 pacientes) dos pacientes da amostra.

Conclusão: O tratamento endoscópico do cisto pilonidal apresenta bom resultados cirurgicos, com muitas vantagens comparado as outras técnicas cirurgicas.

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo